quintal

Toda vez que ouço viver do amor do chico eu perco a estribeira, porque “faz um estrago medonho”. Fico ali à margem do rio. e eu ouço de novo e de novo e vou enchendo minha cabeça de imagens porque as músicas do chico me parecem um varal num dia de vento; os brancos e os violetas, a luz e as sombras. E quando a música acaba ela não evapora, ela fica ali balançando na nossa cabeça. É foda.

calenza

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

4 respostas a quintal

  1. naomedeixeso diz:

    Aaaaaaahhhhhhhhh… as músicas do Chico… Só elas pra entender as dores de um corção partido, de um coração triste, de um coração feliz, de qq coração!!!
    Bjusss

  2. dufas diz:

    Lindo isso, heim?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s