na correria

chegando no ponto, viu a mulher que havia visto na manhã anterior entrando no ônibus que pega para trabalhar. correu em vão. a moça riu do alto da catraca.

no dia seguinte a mesma coisa. ela só balançou a cabeça.

no terceiro, acordou mais cedo e pegou o ônibus no último segundo. ela sentada com o lugar ao lado vago. ele passa a catraca e ela sorri. ele sorri de volta, ganha confiança. ela pega o celular, diz algo inaudível e bate uma foto. se alguém fizesse leitura labial leria “olha o passarinho”.  ele fica ainda mais confiante e senta em um banco próximo. ela vira o aparelho para ele. seu zíper está aberto. ele fecha rapidamente e os dois riem o trajeto restante. antes de descer pede para ela mandar a imagem para ele via mms.

no dia seguinte, dorme até mais tarde.

calenza

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s