Cada um, cada qual

Ela no silêncio da cozinha, contava cada pensamento
com o barulho do relógio de parede que soava a cada
segundo. O som da sopa sendo sugada pelo homem a sua
frente  a deixava ainda mais nervosa. Perguntava-se: “por quê?”
Qual o motivo real? Amor? Sexo? Solidão? Era aquilo
que procurava? Suspirou e colocou mais uma colher de sopa
na boca sem fazer barulho algum. Do outro lado da mesa ele
olhava para ela fixamente. Suspirava. Sorria por dentro.
O pé direito não parava de bater no chão, como uma rabo
de cachorro. Entre uma colherada sugada e outra,
pensava consigo mesmo: “Que sopa gostosa!”.

CM

Anúncios

Sobre Claudio_ao_mar

Quero te pegar sóbrio - blog para mulheres, para homens, bebida, amor, sobre relacionamento,sexo
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Cada um, cada qual

  1. Jorge Dias diz:

    Conseguiu colocar uma tonelada de angústia em meia dúzia de palavras. Outstanding!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s