Etimologia fr. sage (c1119) ‘sábio’; o voc. ocorre na Chanson de Rolland (1110-1124), f. divg. vulgar de sábio; do lat. vulg. *sabius, alt. do lat.imp. sapìdus ‘que tem gosto, sabor; virtuoso’, der. do lat.cl. do v. sapère ‘ter sabor, ser saboroso; ser ajuizado, ser sensato, prudente’; ver sab-; f.hist. sXIII sage, sXIII sagen, sXIV sajes, sXIV ssages, 1450 sagez

velho escritor, o senhor já disse em várias entrevistas que sempre odiou coquetéis de lançamento de livros…

(interrompendo o entrevistador) para começar a palavra vernissage já me irrita. eu tenho essa mania de separar as palavras, tentar encontrar uma nova etimologia e um novo significado. fico imaginando um verniz sábio. “olha, não me passa nessa madeira que ela não condiz com minhas qualidades químicas”. mas esse pensamento, por outro lado, me levava a a lugares interessantes. como me dava por gente, todos já estavam pelados dentro da minha cabeça. agora, você imagina: vinhos aos tonéis, livros e pessoas nuas brilhando em verniz. o próprio bacanal.

o problema era o gosto sintético das comidas. um caso de amor e ódio, definitivamente.

calenza

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s