21 de outubro de 2003

estamos no balé. giramos no ar. juntos. o carro e eu. tudo em slow motion fica bonito. não vejo nada. preso ao banco pelo cinto de segurança. são 80 batimentos por minuto e o som do motor acelerando. uma colisão pode ser ouvida a quilometros. derrubamos uma, duas árvores.

sou retirado por pessoas da rua. os bombeiros chegam para bombeirar. O pneu ainda gira. entro no túnel da tomografia. apago. a emergência de um hospital não é um lugar onde você queira voltar. os gritos podem ser ouvidos.

você pode dizer que fui longe demais. ainda tenho só 23 anos. é uma jornada imensa até voltar à barriga da minha mãe.

meus óculos de grau quebraram na minha cara. o dia seguinte era meu aniversário. 24 anos. meu irmão morreu em um acidente há 8 meses.

uma semana mais tarde, ao ver o estado final do carro, passo mal no estacionamento. um arranhão no rosto. é o que ficou. e hoje, nem isso. a vida é um ensaio de balé.

calenza

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Amor, QTPS com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a 21 de outubro de 2003

  1. Pingback: o livro que me levou para | Quero te pegar sóbrio – blog sobre relacionamentos, humor, cinema, poemas, paixões, amores

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s